13 de ago de 2011


O vento bate em meu rosto. As gotas da chuva se misturam com as minhas lágrimas.
O aperto no meu peito insiste em esmagar meu coração.
Erramos. Os dois!
E agora eu não tenho você, e você não tem a mim.
A dor às vezes chega a ser maior. O vazio em meu peito, imenso.
Sangra. Isso mesmo, sangra.
Você me fará falta, sim. Mas eu ainda encontro um novo amor.

Um comentário:

Comente, opine, se expresse. Esse é o seu espaço. Que ele seja doce !