31 de dez de 2011



Em 2012 ? Não desejo clichês; Desejo o indesejável.  
Desejo uma casa em Paris, uma vida em Minas , um ano difícil que seja fácil pra mim
Desejo saudade pra valorizar, desejo meu dinheiro pra administrar, desejo pessoas com quem possa contar. Desejo mostrar pra quem quiser assistir o meu show. DESEJO SURPREENDER! Desejo lágrimas pra chorar e sorrisos em seqüencia pra me alegrar. 
Desejo o seu orgulho ao me olhar, desejo crescer, amadurecer.Desejo amar !  
- desejo que você não tenha medo de em mim se espelhar e superar todos os seus obstáculos. .no final de 2012, a gente conversa. ;)


O tempo passa , e com ele caminhamos todos juntos sem parar  

Último dia de 2011.
Pra mim este foi um ano de avaliar e agradecer muito. 
Agradecer a Deus por todas as dificuldades que enfrentei, pois, se não fossem elas, eu não teria saído do lugar, não teria firmado o meu caráter,não teria lutado, e vencido cada etapa... Um ano para aprender muito,para ouvir mais, para sentir mais, para resolver pendências e ter mais ,bem mais coragem. Foi tambem um ano apaixonante - em seu sentido íntegro e absoluto.
Desobri verdadeiros valores , verdadeiros sentimentos .
Me decepcionei , e me apaixonei novamente. E enfim, encontrei meu principe encantado. Sim, descobri o amor.
Para concluir, definitivamente, 2011 me lembrou que o essencial da vida é amar, e que, assim como em algumas teorias, quando se ama, tudo é válido, tudo se justifica e tudo se explica. O amor não existe sem brilho, sem vida e sem coragem... e ele tem sido a minha inspiração de vida! E SEMPRE SERÁ!

30 de dez de 2011



E enquanto minha alma se abraça presa nos caminhos seus, meus pés vão deambulando em suas delicadezas. 
Você chega ofertando versos, risos, músicas e amor. Um carinho em dose de conta-gotas.
Ouço sua voz ao longe enfeitando com giz de cera a janela do meu quarto. E então, surge um arco-íris de risos seus no céu da minha boca. 
É incrivel caminhar nesse horizonte de distâncias nossas, de almas estas que se somam juntas. E que recolhe do infinito as asas da poesia. 
 Na penumbra da noite, desejo suas mãos dedilhando minha cintura em intermináveis afagos que aquecem e faz minha morada. 
Vem e me mantem suave.

27 de dez de 2011

" Desejo! Que você tenha a quem amar
E quando estiver bem cansado
Ainda, exista amor pra recomeçar. "
- Frejat


Mesmo que exija um pouco mais de paciência, é maravilhoso é amor.
O que eu sinto agora, dentro de cada pedacinho meu, é um monte de suspiros coloridos.
Os momentos mais gostosos de descuido. 
Aquilo que tá do nosso lado e, quase sempre, a gente não enxerga.
Ou já faz parte de nós desde sempre, que ultrapassa altos, baixos, turbulências e êxtases. 
clandestina ou escancarada. omitida ou declarada. 
Porque o amor é sempre bem vindo.

21 de dez de 2011

Quando o verão chegar
Eu quero transformar tudo em amor!

- Catedral
Presente. Passado. Futuro. 
Carrega nas mãos o desejo da alma e conserva na fronte a benção. É movida pela fé. Cambaleia. Ao levantar, ora e agradece. 
Em seguida recomeça. Apaga o sonho e acende uma estrela.
O ano mais uma vez deixa sua marca no rebento das lembranças. 
Pensa no que pode ser doce. Guarda. Um sorriso quente que não se vê. 
Sintoniza uma estação de suspiro. Tem cheiro de azul dias assim. A palavra é verão. Coração chora mas não morre. Enquanto o destino brinca, vive feliz.

17 de dez de 2011


Me traz o seu sossego, atrasa o meu relógio. Acalma a minha pressa.
- Lenine


Dizem que ando com um brilho intenso no olhar e a expressão mais tranquila e feliz. 
Falam que recuperei a alegria de viver. É , pode ser que sim.  
Sonho mais, acredito mais. 
Sabe, por muito tempo eu fui juntando os sorrisos, a fé , a graça , o carinho, a suavidade, o abraço, a inspiração, os sonhos. Fui economizando nas palavras, nos sentimentos. Guardei . Pacientemente. Silêncio. Hoje, resolvi deixar transbordar! Tenho certeza que é o momento certo. Esperei meu coração acalmar. Hoje tenho certeza que fiz a escolha certa. Porque pra ser feliz, não basta você querer ; você tem que escolher a maneira dessa felicidade vir até você ! Observe os avessos de quem é especial pra você. Descubra os gostos, os medos, os sabores , os desejos ocultos. Descubra tudo pelo tom da voz dele,  ou pelo brilho dos olhos. A cor favorita, ou o número do sapato. É simples assim. Não adie um momento romântico. Não deixe passar despercebido um olhar. Não complique tanto. Observe. Sinta. Viva.
- porque quem ama, cuida !

16 de dez de 2011


Não devia habituar-me ao teu cheiro nos meus lençóis, ao teu perfume na minha roupa.
Não devia gostar tanto de dormir nos teus braços, de acordar e ver seu sorriso de bom dia.
Não devia, mas habituei-me, e gosto tanto desta mistura de emoções!
E então, junto de você, quero formar aquele casal de velhinhos, o qual quando perguntarem o que é o amor, alguém vai apontar para nós e dizer: 'Ali, o amor está ali!' 

15 de dez de 2011



Seus olhos me fascinam, me hipnotizam.
São tão cheios de ternura, de amor e de vida. E quando entro por eles, posso contemplar a sua alma. Eles são escuros como a noite e tal como ela, me transmite silêncio, aconchego e paz.
  Mesmo longe, os seus olhos me alcançam. Sei disso porque os meus te olham, te vêem, te sentem... 
De tão forte e verdadeiro que é nosso sentimento!
A felicidade não me deixa dormir. Olho para o celular, conto os minutos pra te ligar. É tão bom ouvir e sentir sua voz. Saber que você é meu.
Quero ser o primeiro e último pensamento do seu dia. Assim como você é pra mim.
Quero apenas ser a menina dos seus olhos. Que esses, se fechem sobre mim.
Parece conto de fadas, sempre sonhei com alguém, que olhasse as estrelas junto comigo. Que me dissesse curiosidades sobre a vida, me fizesse rir, me acalmasse e até me entendesse de uma maneira que, às vezes, eu mesma não me entendo. Sempre duvidei de um amor encantado. Achei sempre que tudo era um exagero.
Mas, enfim, descobri que é verdade. 
Porque sempre que te vejo meu coração bate rápido, sempre que te beijo é como se fosse a primeira vez, sempre que te olho parece que retorno ao encanto do nosso primeiro encontro.
E quando penso em você longe de mim, meu coração aperta, e sem perceber vem uma lágrima acariciar minha face.
Só sei que às vezes, me pego pensando em nós dois. E quando olho as estrelas te sinto por perto. E quando vejo meus sonhos penso que com você posso torná-los reais.
As coisas aconteceram rápido, e sem perceber eu pude descobrir com você, o que há no fim do arco- íris. Para o infinito conhecer. Sem medo de descobrir e se refazer. Sempre.
Quero voar com você até uma estrela poder tocar. Até aonde a brisa nos levar. Até onde seu beijo me fazer viajar. Quero estar com você em um futuro certo, feito de encantos que conhecemos hoje, e de fogos de artifícios que veremos amanhã.
Em um sonho que eu sei que é real. E que eu só sinto e vivo quando estou com você.

4 de dez de 2011

"Gostar não sugere querer coisas prontas. 
Sugere querer aprontar junto."
- Ana Jácomo

Desejo consciente a felicidade. Com propósito é que se avança.
É com um punhado de pensamentos bons que se constrói uma ciranda. Uma roda de alegria. É só pensando no bem e dando morada pra ele que tudo se tranforma. Não há feio que persista.
É tempo bom pra quem gosta de viver feliz junto.
Quando se cria um laço de sentimento sem aperto a vida flui mais suavemente.
Há uma luz sempre a nos guiar basta enxergá-la. É você que lidera. A gente cria aquilo que deseja. Somos resultado das nossas paixões. Somos sempre apoiados e amados.
Felicidade bem cuidada não tem medida. Ela só cresce.
'Porque a vida é um presente, não importa o laço'.  Há que agradecer!

3 de dez de 2011

Eu vou tentar sempre,
e acreditar que sou capaz de levantar uma vez mais."
- Marina Elali

Dezembro.  
Ah, ele é o responsável pelo conjunto de fatos que ocorreram nos meses anteriores. 
Uma hora os pensamentos vão se chocar e o coração vai pedir um tempo.
E particularmente, eu já quase chutei o balde mesmo.
Mesmo que eu tentasse, eu não conseguiria suprir as minhas cobranças e as exigências de ninguém. 
Mas agora, olhando pra tras , eu compreendo o sentido de cada momento que passei.
Quando virei o quadro, vi que cada nó só fez parte de um belo desenho.
Eu precisei tropeçar para levantar com mais garra.
Eu precisei ficar cega para enxergar o que estava tão perto de mim.
Eu precisei sofrer, pra dar o verdadeiro valor ao presente mais lindo que Deus guardou pra mim por tanto tempo.
Agora, tenho uma leveza na alma. Um sorriso nos olhos.
Eu conquistei. Eu sonhei. Eu realizei.
Então, agora eu escolho seguir adiante. Sempre em frente. Não quero parar nunca.
De sorrir. De cantar. De dançar. De olhar. De amar.
Porque não existe nada que eu possa fazer a não ser resgatar o melhor de mim pra ele e sabe, eu me sinto muito, mas muito bem mesmo! 


* Dia 25/11 meu blog completou 2 anos *
Meu blog é a minha melhor maneira de expressar sentimentos, transformando-os em prosa.
Sou uma blogueira a dois anos, e ainda continuo fascinada com o poder das palavras.
Quero o encanto delas, pra sempre. 

20 de nov de 2011

 No som das batidas, sincronia entre as cordas do violão e os passos dela. 
Era de vibrações que enchia o peito pra dançar! 
Amava aquela música porque vinha de dentro e varria as angústias, cada sonho ainda não realizado. 
Como se fosse o último movimento, saltou o extâse dos tambores de lá até ela, fios de prata uniam os acordes e aquela música que acordava no corpo. 
Os suores eram as lágrimas escorrendo e molhando a roupa, os dias estavam cinzas e ela pintou a cara da vida: naquele instante ela pôde.
Ninguém parecia entender, porque de fora essa procura por razões cega os sentidos. Os olhos não viam aquela dança, porque os olhos procuravam imagens. Os ouvidos não ouviam aquela música, porque os ouvidos procuravam som. Ela desencaixou os medos, ampliou com as mãos o universo, chamou e falou aos ventos da dança que queria ter com eles. Clamou pela chuva pra lavar a lágrima de seus olhos. Foi um momento de inteireza, até o céu olhou aquela moça que bailava, mandou os pingos de chuva pra convidá-la a continuar. 
Ela dançou e se esqueceu do tempo. 


- porque às vezes é preciso deixar a música de dentro tocar, e fazer de cada situação um passo de dança diferente.

19 de nov de 2011

"A gente às vezes, se afoba e se abafa desnecessariamente.
Os mais lindos bordados da vida são feitos com os fios de delicadeza que respeitam a sabedoria amorosa do tempo e do coração."
- Ana Jácomo


E mais uma vez o fim de ano está próximo. E eu adoro isso.
Só o fim de ano tem o poder de aproximar as pessoas e derreter as distâncias.
É o sentimento. É a esperança.
É a compreensão.
Então hoje eu apenas quero agradecer.
Agradecer pelo despertar do relógio que me levou a ver o lindo sol de cada manhã, a ouvir o barulho dos pássaros, a sentir a brisa.
Agradecer pelos tropeços que me deixaram mais atenta às pedras do caminho.
Agradecer a correria que me levou a mais um passo em rumo aos meus sonhos, a realidade que me fez olhar diferente e a sabedoria concebida.
Agradeço por cada valor entendido, e por cada compromisso cumprido.
Hoje eu apenas quero sentir o lado positivo de cada experiência vivida, de cada oportunidade bem aproveitada. 
Porque no fim, a essencia é simplesmente a fé.
Faz tempo que não nos vemos.
Faz tempo que não sei como consigo caminhar sem ter você do meu lado.
Faz tempo que não contemplo teu sorriso de anjo, nem o suave tom da sua voz.
Já faz tempo que sangro de saudades.
Então, deixe-me viver. Deixe-me levar. Deixe-me sentir que ainda o tenho aqui.
Deixe-me voar. Deixe-me pensar que posso alcançar o céu - porque um dia eu sei que irei mesmo alcança-lo.
Deixe-me correr junto a brisa e me encantar mais uma vez pelo que todos dizem estar perdido.
Só quero que me deixem viver cada detalhe escondido, que você ainda que longe, insiste em mostrar nos instantes do meu dia!
Quase não percebi, porém já se iniciou o por de sol, desvestindo a noite de seus sombrios cueiros.
E eu deixo que a noite se abata sobre mim feito gostas de sereno.
Bem assim, o anoitecer é lindo.
Lá do alto, uma estrela pisca pra mim como se pedisse uma serenata.
Num flerte a anos luz de distancia, sorrio agradecida.
Aos poucos, as luzes mortiças da cidade impedirão meu contato com esses suavez pontos cintilantes que sorriem pra mim cada anoitecer.
O melhor dos presentes de Deus, depois de um longo dia.
A noite cai e é tão linca, repito.
Basta olhar em torno para descobrir.
Sentada na areia quente da praia, ela via as horas se arrastarem lentamente.
Escorregarem tediosamente naquele monótono dia de domingo. 
Mais a frente crianças brincavam e suas gargalhadas eram como sedativos para sua dor, bem lá dentro.
De relance olhou para uma mesa ali perto.
Um casal conversava tranquilamente. Eles sorriam vez ou outra. Era nítido o amor que, pequenino ainda nascia entre eles. Já era notavel. Estava nos olhares.
Desviou sua atenção para o mar, o barulho das ondas quebrando nas pedras a fascinavam.
E ali pertinho, o oposto. Um casal de velhinhos abraçados, parecia comemorar longos anos de pura felicidade. Um amor maduro, contente.
Não pôde deixar de pensar, se o amor do primeiro casal cresceria de tal forma.
Para ela, chegava a ser constrangedor pensar no amor.
Pra não dizer doloroso.
Mas ali, diante dos ultimos fragmentos alaranjados do por do sol, deixava suas más lembranças no fundo do mar. E implorava, por felicidade!

14 de nov de 2011

"Eu gosto mesmo é daquele que chega chegando, sem rosas, sem flores, sem frases bonitas. 
Gosto daquele que vem com um sorriso, com brincadeiras e piadas. 
Não preciso de um cara que me emocione todos os dias.
Eu quero mesmo aquele que brinque comigo, que ria comigo, que me faça rir. 
Eu quero aquele que me chame de minha."

13 de nov de 2011

 
Eu aprendi com os livros que a felicidade é algo tangível. 
Percebi que o amor também poderia ser sentido com os olhos, com as mãos. 
E então, eu descobri que poderia criar o meu mundo, que ele poderia ser cor lilás ou azul sempre. Eu descobri que posso ser autora de finais felizes, que posso também fazer alguém feliz com um simples olhar.
A verdade é que o amor só te traz dor quando se ama errado. 
E nesse mundo de livros aprendi como amar certo, amar é sempre bom. 
Pelo simples fato de ter alguém para se admirar e mesmo com defeitos acha-lo perfeito.
Porque é perfeito, e ponto final.
Aprendi que não preciso aceitar as dores que o mundo traz. Eu posso muito bem tornar o meu mundo melhor.
Ah, a felicidade!
Para alcança-la não precisa de muito, só apenas da sua imaginação e dos seus sentimentos.

5 de nov de 2011

Parecia que alguém tinha recém pintado o céu, de tão azul.
Respirei fundo. e disse : seja bem vindo Novembro


Um sorriso, um olhar, um simples gesto e tudo muda.
Não será fácil, eu sei. Mas que seja surpreendente.
Apesar de qualquer coisa, continuo sempre a caminhar.
Através dos raios de sol, dos ventos de outono, do gélido inverno, continuo seguindo em frente.
Conquisto, apesar da chuva.
Mas que sejam abençoadas as surpresas risonhas desse caminho.
Que sejam abençoadas cada dádiva generosa que eu receber.
Não sei o que o futuro pode me reservar porém, também sei que o meu futuro, sou eu quem faço.
Tenho é que estabelecer um compromisso comigo, e atentar para os detalhes da vida.
A pressão me deixa mais forte, as duras lições fazem a diferença.
Então, abro os olhos e tenho certeza: será um mês mágico!
É tão dificil te imaginar longe. A saudade se faz realidade.
Porque as vezes corremos tanto pela vida, que deixamos passar tantas coisas bonitas.
As vezes queremos que o fruto amadureça antes do tempo.
Temos tanta pressa.
Mas somente o tempo sabe o momento exato de dar o presente que merecemos.
E eu me sinto orgulhosa por ter esperado pacientemente o meu presente da vida.
Quando eu menos esperava, alguém me encontrou. Me reencontrou. Me reinventou. Me encantou.
Você é sempre tão doce, tão qeurido, tão lindo.
Consegue arrancar um sorriso meu quando ninguém mais consegue.
Como já dizia Caio F., a gente se aproxima de tudo que nos completa, nos faz feliz e nos quer bem. É assim que me sinto contigo, e eu torço para que seja reciproco. Nunca encontrei alguem com tanto em comum comigo. Como um reflexo meu. Isso é bom, nunca acreditei que opostos se atraem!
Ja me machuquei demais com um, esperei demais de outro. Agora não.
As coisas vão dar certo. Vai ter amor, vai ter fé, vai ter paz. Porque se não tiver, eu sei que a gente inventa.
Uma alma pede a outra. Pede abraço apertado. Pede beijo demorado. Pede corpo pra aquecer.
E assim, o riso é sincero.
A vida me ensinou que a distancia é algo relativo, pois por mais que se esteja distante de quem se gosta, no coração estão sempre perto. Eu sei que essa distancia servirá apenas para provar que nossos laços sao firmes e verdadeiros. Que ela nos ensine a amar cada vez mais, de um jeito mais leve.  Porque eu sei que é amor. Se preocupar, se importar, querer perto não tem outro nome, tem? Que juntos possamos construir um amor sincero que transcenda ao tempo. Que cresçamos juntos, conhecendo profundamente um ao outro. Que a rotina não nos afete, vamos nos reinventar, nos renovar a cada dia.
Porque por você vale a pena. Porque por nós vale a pena.

30 de out de 2011

"Se tu estás por vir, eu conto cada segundo.  
Para mim o teu abraço é o melhor lugar do mundo."
 
Karla Mendes

29 de out de 2011

Era mais um entardecer qualquer.
Buzinhas, motores e pessoas transitando de um lado ao outro.
Pessoas estas, que passam despercebidas umas pelas outras. Nem um olhar, nem sequer um sorriso.
Culpa da rotina? Talvez. Culpa da atualidade? Nem sempre.
Em meio a essa multidão desprovida de qualquer sentimento, duas pessoas incomuns observam tudo ao redor, e como obra do destino seus olhares se cruzam no momento que um vendaval de emoções tocam seus corações.
Ultrapassando qualquer coincidência ou acaso, a menina dos olhos de mel sabia que ali começava um capitulo diferente na vida daquele menino de sorriso encantador.
Mais tarde ele se recordaria do olhar penetrante daquela desconhecida, enquanto ela jamais esqueceria aqueles lábios perfeitos desenhando o mais belo sorriso.
E bem ali, diante dos últimos fragmentos alaranjados do por do sol, o destino de ambos era traçado - para a eternidade.

16 de out de 2011

O vento fazia com que a rede em que estávamos balançasse devagar e, ao fechar os olhos, eu podia voltar ao passado e me enxergar de novo, no balanço que ficava no quintal da minha avó.
Eu fazia o maior esforço para impulsionar o balanço. Essa sensação era boa.
Eu sorria sem ter um porque aparente, agora.
Tenho mil razões internas pra gargalhar o mais alto possível.
Talvez porque ao seu lado eu me sinta livre, feliz, como uma criança novamente.
Minha cabeça está leve, meu coração tranquilo e meu estômago cheio.
Cheio de borboletas teimosas que insistem em me deixar ainda mais maluca ao seu lado.
Tudo uma característica do momento, fazia parte.
Ele, a rede, o vento frio, as lembranças e aquela sensação.
A tal sensação que descobria ali, que ao lado dele eu sentiria pra sempre.
E daí, eu tenho tudo o que preciso comigo.
Meu passado, meu presente e, espero que, meu futuro.
O momento é esse, o lugar é esse e a rede consegue nos segurar, e ainda aguentar minhas duzentas borboletas internas.
Eu amo essa rede!

15 de out de 2011

Eu já tive vontade de ir embora. Ir embora pra bem longe.
Vontade de me esconder. Vontade de ficar sozinha num momento só meu.
Eu e Deus. Eu e o ar. Eu e eu.
Já chorei. Chorei do nada, chorei por tudo.
Encontrei o que eu não precisava encontrar, superei expectativas, abri mão de muitos sonhos, fui negativa, briguei sem necessidade, sorri por bobeira, falei sozinha, inventei caminhos e minha história segue.
É dificil alcançar sonhos, enfrentar medos e lidar com as diferenças.
Mas desde pequenos aprendemos que precisamos de proteção, de pessoas, de amor e de segurança.
Eu aprendi muito no pouco que vivi.
Aprendi a respeitar, a acreditar e a ser melhor a cada dia.
Enquanto há vida, enquanto há coração pra pulsar e alguém pra eu amar!

14 de out de 2011


Daqui, a milhas de quilômetros de você algo me impulsiona a olhar o céu.
Ah, o céu é sempre meu refúgio!
Talvez, seja seus milhares de habitantes que agora se tornaram janelas por onde te sinto e te vejo, deixando de ser apenas simples pontos cintilantes nesse horizonte sem fim. E ainda há a lua, que mais que uma insignificante rocha prateada, é a ilusão que move cada coração apaixonado a enfrentar cada obstáculo nessa trilha perfeita e cruel do amor.
Porque ainda que sangre a saudade, ela sangra para regar a linda rosa vermelha da paixão que será com certeza a mais bela flor do jardim da sua vida.
E enquanto a saudade de você me consome, fico daqui a olhar o céu, na esperança de você pensar em mim quando uma estrela lhe sorrir!

9 de out de 2011

Há em você alguma coisa de mim. Alguma coisa que eu vejo e me acalma.
Como se eu pudesse deitar de novo no lugar de onde vim, pois só você sabe que lugar é esse.
Então você me entende... E eu não me entendo tanto quanto entendo de ti.
Talvez isso seja amor. Talvez não.
Seja lá o que for, é incondicional.

( Fernanda Young )
Hoje é vespera de um outro dia qualquer e eu estou triste. Acordei com saudade. 
Saudade do seu rosto. Saudade do seu sorriso. Saudade de seus conselhos. Saudade de você, vovó!
Já fazem 5 anos que você partiu e ainda dói muito sua ausência.
Choro. Choro feito criança.
Um dia, eu sei que o tempo, vai curar minha ferida.
Mas hoje eu quero colo, lembranças doces, cheiro da pele, vontade de abraço.
Quem já sentiu sabe.
Acordei com vontade de beijo e carinho .
Acordei pensando que você estava aqui; .mas era só saudade. 
Um saudade tão forte que me trouxe seu cheiro e a sensação do seu abraço.
Ai, saudade...
Lembro tão claramente da última vez que te vi:
Sua aparência traquila, serena e sempre confiante.
Eu chorava. Sabia que seu fim estava próximo. Eu podia sentir.
Você sorriu pra mim como quem dissesse que tudo ficaria bem.
Não havia palavras. 
Sua voz e seus movimentos foram tirados um mês antes da sua partida.
Ainda assim, você estava em paz.
E naquele dia chuvoso e triste, você partiu.
Como uma casa grande se tornou tão pequena? Eu não cabia mais dentro dela.
Havia perdido meu chão, minha base.
Por muitas noites chorei até cair no sono.
E é verdade que você atingiu um lugar melhor, mas eu ainda daria o mundo para ver seu rosto.
Como eu queria você aqui , vó.
Tantas coisas aconteceram em minha vida depois que você se foi.
Você teria orgulho de mim, eu sei.
Hoje eu tenho meu trabalho. Hoje eu tenho meus estudos.
Hoje eu tenho minha vida.
Estou na faculdade vó: realizando meu sonho de ser feliz ajudando as pessoas. Lembra?
Ainda não tenho um amor. Mas acho que não estou longe de viver um bem verdadeiro.
E sim, tenho grandes amigos.
Por vezes tropeço numa pedra ou outra, mas eu me levanto sempre.
Mesmo machucada, eu não vou parar.
Daqui a alguns anos, serei uma fisioterapeuta e você não estará aqui pra ver meu sorriso triunfante.
Mas daí de cima, eu sei que me olhas.
Quando a noite cai, é pra estrela mais brilhante que eu olho.
Sim, me sinto mais perto do céu. Mais perto de Deus. Mais perto de ti.
E mesmo que eu não possa abraçá-la eu posso senti-la!
E assim, vou prosseguindo.
Quebrando pedras e plantando flores [...]

8 de out de 2011


Hoje quero que você reclame do meu vestido curto demais, quero que você me beije enquanto eu fico de ponta de pé. Hoje quero que você me morda, quero que você sinta ciúme dos meus amigos e fale o quando eu fico linda quanto estou brava, quero que você bagunce meu cabelo e me faça rir enquanto eu ainda estiver com raiva. Hoje eu quero que você seja meu.

25 de set de 2011


Assim, como mudam as estações. 
Se acaba o frio de um inverno. E se espalham pela vida as flores de uma primavera.
Aquele domingo foi assim. Era manhã de primavera, a brisa fresca que vinha diretamente da janela para o rosto de Alice preenchia todo o quarto. Ela sorrira feliz, lembrando da cena em que Charles colocara uma rosa recém tirada atrás de sua orelha. Ela havia corado com aquilo, mas seu sorriso quase explodia de tão grande. Lembrando daqueles dias, seus olhos marejaram.  O pouco tempo que passaram juntos, fora o suficiente para acender dois corações que almejavam carinho e cuidado.
Logo o sorriso se refez no rosto angelical de Alice. Faltava pouco, para ela ter o calor de Charles novamente. Seus lindos olhos castanhos marejados se fecharam derramando uma sorrateira lágrima enquanto lembrava.
Dessa vez ela sabia que não era só um conto de fadas. Era verdadeiro.
Ela sentia. Podia sentir.
E lembrando, apenas sorria.
Pois o sorriso de Charles, era o seu sorriso. 

24 de set de 2011




Dizem que o amor é o sentimento primordial do ser humano. A ele, é dada toda a responsabilidade de ser feliz. Você só é feliz, se estiver amando. Não é o que dizem?
O fato é que amor, é muito mais do que simplesmente "amar".
As aspas são inevitáveis. As aspas envolvem todo um processo de dúvida e súplica.
Porque amor, não se pede. Nasce, aflora, acontece.
É simples assim, quem não tem amor não dá amor.
O amor é infinito. Rompe as fronteiras, transcende ao tempo.
Ele tem a capacidade de transformar-se, renovar-se.
Quem ama, não ama em vão.
Quem é capaz de amar, apenas se doa e é feliz. Muito feliz.
Então, a responsabilidade é toda nossa!

23 de set de 2011


TUM, TUM, TUM. TUM, TUM, TUM.
O coração bate, o coração grita, o coração rasga, o coração explode, o coração sangra. E ninguém vê. E ninguém escuta. 
Só se vê o silêncio e só se escuta o sorriso ameno, um riso que não chega a alcançar os olhos, como que congelado no tempo.
Atravessei agosto rasgando-me e remendando-me sem comprimidos, sem sonhos, sem amor. 
Setembro me trouxe novos versos, envolvidos em olhares e sorrisos. Novos sorrisos.
  Em dias a fio, eu sonhei. Eu gritei e implorei.
"Felicidade, permaneça!"
Ela está a fingir que não me escuta. Mas ela está aqui, na alma dele que me abraça com tanta esperança.
Hoje, contudo, setembro me escorre entre os dedos. A dor. O inesperado.
O que vem depois de setembro, meu Deus?  Entre tantas palavras confusas, resta-me apenas uma certeza: antes que outubro termine, quero de novo cantar. Quero a nuvem azul que se rasgou ontem em minha janela      -antes que outubro termine, vou costurá-la ao sol quente de novembro.

17 de set de 2011

" Sabe, é melhor esquecermos tudo isso. 
Toda a turbulência. Todas as dúvidas. Todas as desculpas e os enganos.
Podemos apenas nos amar. Seja por quanto tempo o amor durar.  "


Te dou um muito do meu tempo que às vezes é tão curto, mas é teu. Só teu.
Junta seus sonhos com o meu. E assim a gente costura um céu estrelado. Uma noite tão clara como o dia. 
Tenho uma coleção de estrelas penduradas no teto do meu quarto.
Tenho um pote de cores onde antes guardava doce. 
Tenho um segredo que vou contar só pra você.
Escondo um antigo mapa dado pelo meu avô pra neta mais velha que sou. Sim, um mapa! Pro lugar onde a gente vai ser feliz todo dia. Tá marcado com um X, em vermelho. De lá a gente vai assistir o mundo de cá. É segredo.
Vou pintar uma realidade fantástica pra você se distrair da rotina sem cor.
Vai ter dias ensolarados só pra gente sentar debaixo de uma sombra de uma árvore.
Vou tirar você da rotina só pra te distrair.
Pra ver você feliz eu estendo um braço e entrego um coração cheio de temperanças sujeito a intempéries. 
Afinal, chuva quando é vista da sombra a gente enxerga o arco-íris.
O amor é mais que palavras bonitas, flores e poemas decorados.
Amor são palavras ditas por entres bochechas rosadas, abraços silenciosos, mãos dadas que nos aceleram o coração. 
Sabes que é amor quando de nada passa a ser tudo.

10 de set de 2011

E um arco íris como um aviso do céu:
É proibido não ter esperanças.
Só porque é Setembro."  

- Cris Carvalho

É quase setembro, as rosas começam a reinar. Tem uma felicidade embutida em meu corpo que voa.
Solto as mãos e me jogo.
A certeza que o mundo gira devagar me abrange, as peças desse quebra-cabeça se modificam. Sou a peça chave do meu jogo. Das minhas certezas, sou devota, dos meus erros, sou verdade, das minhas doçuras, sou vaidade, dos meus medos sou metade. E de mim sou inteira.
Essas dores físicas, vazios empoeirados, choros e angustias interiores quero deixar presos num inverno de qualquer estação ultrapassada.
Mas ainda escuto ecos dos meus sentimentos.
Emprestei um riso da primavera que virá, devolvo quando você voltar.
Então, agora eu quero perfume, eu quero flores, eu quero céu azul e um sol pra iluminar meus dias.
Eu quero desenhar um setembro colorido. Eu quero cada cor do arco-íris.

Respirar torna-se difícil. O peito dói, o ar pesa. 
Nem chorar consegue. Apenas algumas lágrimas fogem, sorrateiras, dos seus olhos. 
Gritos internos esperam a chance de libertarem-se.
O sol, por mais forte que esteja não penetra em sua pele, criara uma proteção fria em volta de si. Calor e frio não encontram-se. Palavras já não lhe dizem coisa alguma e ações, a deixam assustada. Sensação de que não haverá tempo. Se vê obrigada a sair depressa do próprio labirinto em que se metera. O tempo corre. E ela não se encontra. O desespero vem. O coração aperta. 
Os pés doem, não consegue dar um passo à frente. Tenta voltar.
Tanta coisa acumulada, tantos sonhos interrompidos. 
Logo percebe que não há espaço para voltar. Desiste. 
Sente que é para frente mesmo que se deve andar, por mais que os pés doam, seu coração não chore e seu peito a sufoque e ainda exausto deve ter a capacidade de dar um último suspiro, seja ele de êxtase ou de dor.

28 de ago de 2011

Não se pode forçar absolutamente nada pra dar certo.
Tudo tem que ser natural.
Como uma flor que nasce ao acaso, um beijo não esperado, uma festa surpresa...
  As melhores coisas acontecem sem querer.
A paixão, o olhar que se remete, o ar que se respira.
É bom se deixar levar, sem medo. Simplesmente viver.

27 de ago de 2011

Sentada na areia quente da praia, ela via as horas se arrastarem lentamente.
Escorregarem tediosamente naquele monótono dia de domingo.
mais a frente crianças brincavam e suas gargalhadas eram como sedativos para sua dor, bem lá dentro.
De relance olhou para uma mesa ali perto.
Um casal conversava tranquilamente. Eles sorriam vez ou outra. Era nítido o amor que, pequenino ainda nascia entre eles. Mesmo assim já era notável. Estava nos olhares.
Desviou sua atenção para o mar, o barulho das ondas quebrando nas pedras a fascinavam.
E ali pertinho, o oposto. Um casal de velhinhos abraçados, parecia comemorar longos anos de pura felicidade. Um amor maduro, contente.
Não pôde deixar de pensar, se o amor do primeiro casal cresceria de tal forma.
Para ela, chegava a ser constrangedor pensar no amor. Pra não dizer doloroso.
Mas ali, diante dos últimos fragmentos alaranjados do por do sol, deixava suas lembranças no fundo do mar.

26 de ago de 2011

Acabo de acordar, e já procuro esquecer os sonhos confusos que tive.
Foram cenas e frases tão desconexas, que ainda sobrevoam meus pensamentos.
Eu olho por entre as grades da minha janela, e vejo apenas a escuridão de uma noite sem lua. Faz frio.
E eu aqui, boba, ainda penso em você depois de tudo.
Admito que todo seu afago e frieza me deixaram confusa.
Imprevisível como meros mortais, inconsequente como qualquer adolescente.
Enquanto isso, ensaio palavras pra dizer que está tudo bem. Mas meu olhar me entrega.
E o que ele denuncia é o meu desespero, o meu desalento.
Meu olhar implora por uma nova paixão!

14 de ago de 2011


Os dois permaneciam calados. Um de frente para o outro e aquele silêncio perturbador brincando entre eles. Já era noite. Um vento frio percorria as escadas, e era possível sentir a frieza do momento. A lua parecia que ia escorregando debaixo da porta, esticando-se por entre cada fresta do condomínio. Queria tocar com sua luz, o corpo gelado daqueles dois que os agasalhos fingiam aquecer.
Para quebrar o clima ruim, o menino perguntou à garota se ela sentia frio. Demorou alguns segundos até que as palavras saíssem de seus lábios. E para ele foi uma eternidade sem fim. Ela, calmamente, descansou aqueles grandes olhos pretos em algum lugar além e disse que não.
O silêncio faceiro continuou a correr e pular os degraus. Zombando alegremente da falta de palavras do menino.
Mas ele sabia que ela havia mentido! Assim como mentiu ao dizer que não o amava. Que nunca o amou, afinal?
O que o menino jamais poderia imaginar é que ela estava acostumada com a falta de calor dentro de si mesma. Sentia apenas o coração desacelerando para uma batida mais melancólica. Mais triste. Em perfeita sintonia com seu estado de espírito. O que o menino jamais poderia imaginar é que ela não sabe mentir.

13 de ago de 2011


"Sou egoísta, impaciente e um pouco insegura. 
Cometo erros, sou um pouco fora do controle e às vezes difícil de lidar.
Mas se você não sabe lidar com o meu pior, 
então com certeza, você não merece o meu melhor!"

- Marilyn Monroe



Eu me sinto mergulhada em um mar de confusões. 
As certezas já não me pertencem mais. Sou metade confusão, outra parte loucura e ainda uma pitada de sentimentos conturbados. 
Sentimentos, eu já nem sei quais eu sinto.
É uma mistura tão louca de amor, ódio, raiva, paixão, tristeza, felicidade, indiferença... 
Ai, veremos o que o tempo fará, no que tudo resultará.

O vento bate em meu rosto. As gotas da chuva se misturam com as minhas lágrimas.
O aperto no meu peito insiste em esmagar meu coração.
Erramos. Os dois!
E agora eu não tenho você, e você não tem a mim.
A dor às vezes chega a ser maior. O vazio em meu peito, imenso.
Sangra. Isso mesmo, sangra.
Você me fará falta, sim. Mas eu ainda encontro um novo amor.

31 de jul de 2011

" A dor vai curar essas lástimas
O soro tem gosto de lágrimas
As flores tem cheiro de morte
A dor vai fechar esses cortes
FLORES. FLORES
As flores de plástico não morrem ! "

- Titãs


Porque eu não consigo tirar essa música da cabeça, depois do show perfeito deles ontem *-*

30 de jul de 2011


“O que tenho, nesse instante, é um sabor inédito de beijo,
um novo número de celular para adicionar na minha agenda, 
uma cor de olhos que não sei definir com precisão, 
um corpo que se encaixa no meu 
e uma conversa que me mantém fascinada.”


A vida te dá uma rasteira. Você cai, tropeça, o sonho borra a maquiagem, o coração se espalha. 
Voce sente dor, perde o rumo, perde o senso e promete: Paixão nunca mais.
Mas você acaba por inventar um amor pra se distrair. Ou, as vezes nem é preciso. O amor te encontra.
Depois te tantas promessas sobre não se apaixonar, você se surpreende amando mais uma vez.
Novos sonhos. Novas esperanças. Novos risos. Novas lágrimas.
E a vida segue. 

" Durante toda minha vida, estive envolvida em algum tipo de drama com algum tipo de cara. Cada qual se sobrepondo ao seguinte.
E sempre sou inteiramente tragada pela pessoa que amo.
Sou como uma membrana permeável. Se eu amo você, eu lhe dou tudo que tenho. Dou-lhe o meu tempo, a minha dedicação, o meu dinheiro, a minha família, o meu cachorro, o dinheiro do meu cachorro, o tempo do meu cachorro - tudo. Se eu amo você, carregarei para você toda a sua dor,  protegerei você da sua própria insegurança, projetarei em você todo o tipo de qualidade que você na verdade nunca cultivou em si mesmo e comprarei presentes de Natal para sua família inteira. Eu lhe darei o sol e a chuva. Darei a você tudo isso e mais, até ficar tão exausta e debilitada que a única maneira que terei de recuperar minha energia será me apaixonar por outra pessoa..."

[Elizabeth Gilbert - Comer Rezar Amar]

[ Esse trecho diz muito sobre mim, ou melhor, diz tudo ;x ]

28 de jul de 2011


As pessoas se espantam ao ler certas coisas que escrevo. Não conseguem imaginar como uma pessoa pode ser tão triste e ainda assim,sorrir todos os dias.
A farsa está em mim. O riso cansa, dói tudo por dentro.
  A aspereza dos dias me invade os lábios e estes sangram de uma dor já esquecida, ocultada entre as indas e vindas do dia-a-dia. É uma dor anestesiada.
A vida corre lá fora,  e aqui dentro a luz ainda não entrou. 
Mas tá bom assim. Tá frio. E eu gosto disso. 
Sabe, talvez, esse aperto no fundo do peito não seja nada. E é mesmo nada. Eu sofro de nada. Do vazio de sensações.