16 de dez de 2011


Não devia habituar-me ao teu cheiro nos meus lençóis, ao teu perfume na minha roupa.
Não devia gostar tanto de dormir nos teus braços, de acordar e ver seu sorriso de bom dia.
Não devia, mas habituei-me, e gosto tanto desta mistura de emoções!
E então, junto de você, quero formar aquele casal de velhinhos, o qual quando perguntarem o que é o amor, alguém vai apontar para nós e dizer: 'Ali, o amor está ali!' 

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Comente, opine, se expresse. Esse é o seu espaço. Que ele seja doce !