29 de dez de 2012


De verdade, queria escrever um texto cheio de esperanças e promessas para o ano novo.
 Mas todo ano que passa, acredito mais na experiência do que na esperança.
 Então, desta vez, vou fazer uma promessa diferente. 
Vou esperar menos. 
Vou esperar o beijo de boa noite ao invés do eu te amo. 
Vou esperar o carinho ao invés das palavras bonitas. 
Vou esperar o som, o sorriso, o gesto. 
Vou esperar a sinceridade, a simplicidade. 
Vou esperar menos do que eu posso dar. 
Vou esperar a companhia sincera de poucos amigos. 
Vou esperar o final de semana ao invés de querer o pra sempre. 
Vou acreditar que o “pra sempre sempre acaba”. 
Vou assistir menos filmes repetidos, talvez. Ouvir menos música sertaneja. Vou ser menos romântica - no sentido literal da palavra. Vou parar de esperar que todos os filmes tenham finais felizes. Vou parar de esperar. 
Minha promessa de ano novo é bem simples: não me prometo mais nada.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Comente, opine, se expresse. Esse é o seu espaço. Que ele seja doce !