1 de jul de 2010



Na Terra do Nunca, a gente pode ser o que quiser: pirata, mocinho, bandido, sereia, fada, príncipe encantado!
E pode trocar de papel sempre que a imaginação mandar.
Na terra do nunca, coisas boas acontecem e, mesmo quando as coisas parecem cinza e sem graça, tudo é magia e encantamento! Sonho e fantasia. 
A gente se apaixona e é pra sempre. Lá, tudo é intenso e arrebatador!
Na Terra do Nunca, a gente pode confiar nos outros de olhos fechados.
Você pode dizer a verdade e esquecer os disfarces! 
Pode se jogar no abismo e descobrir que pode voar.
Na Terra do Nunca a gente pode brincar, dançar e fazer de conta o tempo inteiro! 
E, lá, o tempo não tem a mínima pressa de passar. 
E a gente não quer crescer! Nunca.
Vamos pra lá? Pegue a sua bicicleta e me siga!


Porque hoje eu acordei com vontade de ir para um lugar assim:
Onde não existisse falsidade nem rancores.
Onde só houvesse espaço para os sonhos e os amores.
Porque eu queria ter asas pra voar!
Sim, pois eu tenho um coração grande, uma alma leve e a cabeça nas nuvens.

Um comentário:

  1. Já estou pedalando... rsrs
    Lindo...
    quando for pra lá me chama hein...


    te adoro
    bj

    ResponderExcluir

Comente, opine, se expresse. Esse é o seu espaço. Que ele seja doce !