18 de mar de 2012

A noite caiu. Todo quarto é iluminado pelo brilho prateado da lua. Eu deixo que a luz se abata sobre mim feito gotas de sereno.
Aqui na cama, você dorme tranquilo em meus braços.
Chega a ser engraçado sabia?
Atravessei anos a fio rasgando-me e remendando-me. Implorando por um milagre.
Agosto chegou com promessa de vida através de olhos doces, risos tímidos, palavras encantadoras, distâncias desesperadoras.
Aos poucos, você destrói minhas frágeis barreiras e se instala em mim.
O tempo passa, e eu me deparo com um sentimento novo nascendo aqui dentro.
Eu grito: não! Mas já é tarde. O sentimento continua crescendo e hoje, é ele que me dá certeza de que é você que eu quero nos dias torturantes, noites de tempestade e manhãs de sol quente.
Nunca me senti tão forte e tão segura de que tudo pode dar certo.
Irônico eu sei. Sou sempre tão frágel e insegura.
Mas afinal, o que eu sinto hoje é real, quase palpável.
Olho pra você no meu colo. Sinto o calor da sua respiração, o seu cheiro.
É, fomos feitos à mesma medida. Especialmente um para o outro.
Almas que se completam, se desejam.
A verdade é que eu sonho, faço planos e me encanto vendo que esses planos são seus também, são nossos.
A escolha foi nossa. 
Escolhemos caminhar lado a lado: apoiando, confortando, amando.
Escolhemos construir um futuro juntos.
Porque amor é acima de tudo compromisso e dedicação.
É acreditar que juntos criamos algo maior do que conquistaríamos separados.
E então percebo, ganhei o meu milagre: você!

Um comentário:

Comente, opine, se expresse. Esse é o seu espaço. Que ele seja doce !