19 de mar de 2013



Nesta noite em que novamente não consigo dormir, lembro de você.
Minha vontade é te ligar, dizer que estou morrendo de saudades.
Minha vontade é não te ignorar, é correr pra te abraçar, é reencontrar os doces afagos dos teus braços, meu amor.
 Minha vontade é te dizer que não queimei nem rasguei nenhuma das nossas fotografias, e que o seu casaco ainda está aqui, porque preciso dele para dormir.
Mas hoje amor, hoje nem ele está me trazendo o sono.
Meu corpo necessita do teu toque, e minha alma implora pela a companhia da tua alma.
Já se passou quase um ano, e eu fui forte durante todo este tempo, mas hoje, hoje não passo de uma presa, presa a ti e a todas estas lembranças, todo este amor.
 Hoje, eu preciso amor, é sério, eu preciso demais de você.
Já não choro com a mesma frequência de antes, e em vários dias da minha semana sorrio de verdade, sem fingimentos. Sorrio com motivos, sem motivo algum, sorrio com vontade.
 Sorrio por meu coração não ter acelerado tanto ao ver o teu sorriso, e por conseguir retribuir ao seu sorriso sem parecer uma completa idiota, sorrio por não chorar ao ver antigas fotos. Sorrio por não ter te ligado naquele dia.. Sorrio por ter conseguido deixar o telefone tocar ao ver teu nome. Tranquei em uma caixa todas as cartas de amor ridículas, todas as pelúcias, as roupas, os colares  e histórias que ainda têm o teu cheiro. Sorrio por ter jogado as chaves fora. Sorrio porque mesmo te amando, me habituei com a tua ausência, a falta dos teus abraços.
Hoje eu to muito bem com o meu coração, tenho mil e um aos meus pés, e mais dois mil em minhas mãos.
 Mas e o amor? Na hora certa ele chega, na hora certa ele volta a alegrar os meus dias.
Hoje estou convicta de que estou pronta pra ver seu rosto, pra ouvir sua voz e lembrar do seu sorriso. Sem dor, sem culpa.
E com a certeza de que o meu coração,  será sempre seu.  Apesar de tudo.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Comente, opine, se expresse. Esse é o seu espaço. Que ele seja doce !